Broxei! E agora?

Broxar na primeira vez é algo que vários homens enfrentam,  porém falar sobre isso ainda é um tabu muito grande. Se já aconteceu isso com você, fique tranquilo, é normal e aqui explicaremos porque acontece e como evitar.

Ereção tem relação com desejo, relaxamento, criatividade, presença, paixão, tranquilidade e, claro, fluxo sanguíneo. Existem causas óbvias e outras nem tanto para acontecer a broxada. Porém, fique calmo: todo mundo já broxou e quem ainda não broxou, existem chances reais de acontecer.

Causas principais:

1. Treino precário

Homens iniciam sua vida sexual com masturbação, playboy (antigamente) e Xvídeos (hoje em dia), criando uma fantasia pessoal de imagenspinto triste fragmentadas. Esse homem acostumado a desejar apenas imagens fragmentadas e fora do real (o pornô é uma amostra muito falsa da realidade sexual) acaba se deparando com uma mulher de verdade, com diversos estímulos muito maiores do que está acostumado. A mulher real terá perfeições que só a realidade mostra, ao contrário da irrealidade que o pornô retrata, além disso ele se depara com um ser que não está ali para servir aos seus desejos.

Anos treinando com a mão e masturbações apenas para realizar necessidades momentâneas ,são com certeza um treino precário para o que ele vai enfrentar quando encontrar uma mulher real. Por isso, muitas vezes pode ser difícil manter a concentração necessária para realizar o ato.

2. Disfunção Física

Você consegue perceber se existe alguma disfunção física observando as ereções noturnas, que acontecem de forma espontânea e involuntária. Caso ela nunca ocorra, procure um urologista, pois algo está errado. Porém, se você em algum momento acordar com o pênis ereto, deve estar tudo normal.

3. Bloqueio Emocional

O problema geralmente está em um bloqueio emocional ou mental, como alto estresse, decepção, irritação e, muitas vezes, medo de não conseguir se sair bem com a mulher e não se provar o “macho alfa” que a sociedade geralmente pressiona os homens a ser. Nesses casos, o corpo pode não aguentar concentrar no momento e pronto... Broxou. Se for a primeira vez que você estará com a pessoa é melhor até evitar, para que não se sinta mal caso aconteça. Se acontecer, fique tranquilo, você não é uma máquina, tem sentimentos, problemas e não está imune a eles.

4. “Rapidinha”

Se você já tem propensão a broxar quando está nervoso ou se já aconteceu alguma vez, cuidado com a “rapidinha”. Pode ser que não esteja concentrado o suficiente, fique nervoso na hora e não consiga. É melhor ter tempo para que a estimulação aconteça. Caso realmente broxe, converse com ela, nada que uma conversa sincera e desinibida não ajude. Se forçar só vai levar à mais irritação ou frustração e isso não ajuda em nada.

5. Álcool

broxeiExiste um mito de que bebida alcoólica e sexo fazem uma boa dupla, pois em pequenas doses ajuda a desinibir e, dessa forma, aproximar as pessoas. Porém, o efeito é transitório e após uma quantidade alta, funciona como potente depressor do sistema nervoso central, ficando com reflexos lentos, voz arrastada e sonolência. Assim, evite beber muito antes do ato.

Como dito, a maioria das razões são psicológicas, então entre no momento, curta e não fique com aquele medo absurdo de broxar. A baixa estima também atrapalha, pensar coisas como “nossa, ela é demais para mim” pode causar problemas na hora H, por isso, relaxe, confie em si mesmo e ação.

Gostou das nossas dicas? Leia também sobre como fazer um sexo oral maravilhoso na sua parceira (isso pode acabar com muitas broxadas!).